Entrevista-Velini

 

Gestão de recursos com elevado grau de efetividade e transparência

 

Criada em 1987, a Fundunesp busca difundir o conhecimento, os avanços e as inovações tecnológicas resultantes da atuação nas mais de 30 unidades da Unesp e do trabalho de seus docentes e pesquisadores.

A fundação atua na intermediação de projetos, no fomento à pesquisa, na promoção de seminários, no incentivo ao intercâmbio cultural e científico nacional e internacional e no registro de marcas e patentes.

 

O diretor-presidente da Fundunesp, Edivaldo Domingues Velini, falou ao Portal Fundunesp sobre essa missão e os principais projetos da fundação neste ano.

Fundunesp - Como definir o papel social da Fundunesp como integrante do terceiro setor?


Edivaldo Domingues Velini - O primeiro ponto de destaque é o fato de a Fundunesp ser uma fundação sem finalidade lucrativa. Eventuais superávits em suas operações devem ser investidos na consecução de seus objetivos estabelecidos em estatuto. As fundações sem finalidade lucrativa prestam contas ao Ministério Público além de serem auditadas por diversos outros órgãos de controle.

Ao celebrar um convênio ou contrato com uma universidade, a Fundunesp cria condições para a gestão de recursos com elevado grau de efetividade e transparência.​

Tem como principal parceira a Unesp, atuando para que as competências da universidade sejam utilizadas no atendimento de demandas da sociedade. No entanto, a Fundunesp pode estabelecer termos de cooperação com instituições públicas ou privadas do Brasil ou do exterior. 
 

Fundunesp - Unati e NEaD são os principais focos de investimento da Fundação? 

Velini - A Unati, pela dimensão, qualidade e relevância do trabalho, continuará sendo o principal projeto apoiado com recursos próprios da Fundunesp.

O NEaD é um dos principais parceiros da Fundunesp. Nos últimos anos, conseguimos construir um modelo sustentável de gestão de educação a distância. Certamente a educação a distância será um dos principais campos de atuação da Fundunesp nos próximos anos.
 

Fundunesp - Quais outros projetos e ações o senhor destaca como sendo os mais importantes deste ano? 

Velini - Acredito que o destaque é a implantação do sistema de gestão de projetos, ação que permitirá informatizar todo o processo de administração e prestação de contas.

Fundunesp – Em 2016, a Fundunesp realizou um evento de muito sucesso em Ribeirão Preto (SP) que reuniu diversos setores em torno do enfrentamento ao Aedes aegypti. Este foi o primeiro de uma série envolvendo temas de interesse social?

Velini - O objetivo do primeiro evento era avaliar se o conjunto de conhecimentos e palestras permitiria contribuir no enfrentamento das doenças transmitidas pelo mosquito. O resultado foi bastante positivo. A articulação de conhecimentos técnicos, de gestão pública e/ou privada associados à inovação tecnológica mostrou-se viável e útil aos participantes.

Sem dúvida, vamos utilizar o mesmo formato para outros eventos. Alguns dos temas já estão sendo desenvolvidos, a exemplo de Cidades Seguras; Mobilidade Urbana; e Cidades Sustentáveis.